Double click here to view photo gallery by Dela Silva
Clique aqui para ver reportagem fotográfica de Dela Silva
Folklorama 2016 – Pavilhão de Portugal – Casa do Minho.

Reportagem: Catarina Pereira (Texto) – Dela Silva (Fotografias) – 06.AGO.2016

Na primeira semana do festival multicultural Folklorama, a Casa do Minho deu vida ao pavilhão de Portugal e deu as boas-vindas a todos aqueles que por um dia (ou mais) quiseram conhecer as tradições, a cultura, a gastronomia, entre outros aspectos, do “nosso” Portugal.

Há palavras que soam a cliché mas que de facto representam bem o nosso povo, hospitalidade e alegria são algumas delas. Pudemos encontrar ambas na Casa do Minho, nomeadamente nos seus embaixadores João Gonçalves e Lisete Costa (adultos), Marco Melo e Isabella Dias (jovens) e no seu mestre de cerimónia, Ted Cruz.

Os grupos de danças tradicionais (Folclore), Sonhos de amanhã, Esperança, Aldeias de Portugal e Tradicionais surpreenderam todos os presentes com a qualidade da sua dança e dos seus trajes, representando com muita dignidade o folclore Minhoto. É de notar que todas as actuações dos dançarinos foram acompanhadas de música tocada ao vivo.

Como em anos anteriores, a banda Luso-Canadiana Alvorada tocou e cantou música portuguesa e internacional, ao vivo, animando todos os que passaram pela tenda no exterior da Casa do Minho.
A amostra cultural da Casa do Minho relevou uma diversificacão de temas e produtos que a todos agradou. Entre trajes tipicos, produtos regionais, gastronomia, fado, filigrana portuguesa, azulejaria portuguesa, calçado nacional (CR7, entre outras marcas), viroc (produto de construção português) e muitos outros que deram a conhecer o que de melhor se faz em Portugal.

Esteve tambem patente uma exposição de fotografia, que passará a fazer parte do espólio permantente da Casa do Minho, onde se fez a justa homenagem ao fundador da Casa do Minho, José Vieira, e a muitos voluntários que por esta associação têm passado desde os tempos mais longínquos até aos nossos dias.
Mas foi na gastronomia e nos vinhos que muitos se perderam, entre umas sardinhas assadas e vinho verde ou entre um frango churrasco e um bom tinto maduro, muitos cantaram e dançaram até ao fecho diário do pavilhão.

Há que enaltecer o esforço diário de todos os organizadores e voluntários da Casa do Minho neste Folklorama, que prestaram um excelente serviço à comunidade dando aos visitantes o que de melhor Portugal tem, a sua simpatia e dedicação.

Obrigado Casa do Minho! Encontramo-nos no próximo Folklorama!
portuguese
inManitoba.com
O Site da Comunidade Portuguesa de Manitoba, Canadá